SAL - Fragmentos da transformação, 2015

Instalação de caixa de luz em madeira e poema.

20 x 30 cm (cada caixa)

 

Magia e Morte nas Artes Visuais, 2015 | Ocupação Artística 

Cemitério do Peixe, MG 

Prêmio Funarte

 

 

ESTRADA DO SAL

Evaporação.

Vida que surge do mar.

Água que voa, tempero que fica.

 

No espelho nasce a flor.

Em cristal branco

eterno e puro.

 

Em lágrimas e sangue,

necessários à vida.

Vivo.

 

Estado de mudança.

Moeda de outrora

dissipada ao vento.

 

Em crenças

ofereço uma nova alma.

Uma graça dos deuses.

 

Sal de Glauber.

Liberdade de Gandhi.

Símbolo do saber.

 

Textura viva,

rachada em fragmentos,

Sob a pele.

 

(Paula Monte)

Facebook Instagram share